domingo, 18 de outubro de 2009

Como se adaptar com o Horário de Verão

Para alegria de uns e tristeza de outros, o horário de verão está de volta. Além de adiantar o relógio em uma hora, o horário diferenciado mexe também com a rotina de algumas pessoas. Isso porque o organismo tem um relógio biológico natural, que determina os horários em que o corpo sente sono, fome, cansaço e os momentos de maior disposição física e mental. E quando o corpo perde uma horinha, demora um pouco a perceber.
Embora cada organismo tenha um tempo para entrar no ritmo do horário de verão, para a maioria das pessoas o prazo é de uma semana. Enquanto isso não acontece, é muito comum esse desajuste no relógio biológico acabe provocando alterações físicas como insônia, falta de apetite, sono, cansaço e desatenção.
De acordo com o neurofisiologista e professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Luiz Eugênio Mello, a maior exposição à luz solar nos primeiros dias após a mudança de horário auxilia na regulação natural do organismo à nova rotina.

“Temos que tentar passar mais tempo em contato com a luz do sol porque ele atua como um definidor de nosso relógio biológico”, explica.
Neste domingo (18), à 0h, nos estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além do Distrito Federal, os relógios devem ser adiantados em uma hora. O horário de verão termina em 21 de fevereiro de 2010. Leia mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

;