quarta-feira, 4 de novembro de 2009

O perfil do mau chefe – eu conheço muitos assim, e você????

O mau chefe considera que as novas teorias de liderança participativa não passam de delírios modernistas. Por isso, impõe descaradamente o evangelho segundo… ele mesmo! Consequência? Não detecta quando cada elemento da equipe rema em direções diferentes ou quando esta está desafinada. Mas há mais. O chefe tirano é aquele que não motiva a equipe. Limita-se a mandar nela e quer mandar até em outros setores, criando assim mais raiva por parte de todos os subordinados. Os únicos colaboradores com quem se dá bem são os que demonstram vocação de cordeiros – e aqui no mau sentido. Está sempre de mau humor, distante e impenetrável. Em especial para quem lhe faz questionamentos.

O chefe medíocre não consegue falar olhos nos olhos. Com medo do confronto, não tem coragem de fazer críticas frontais aos seus colaboradores. Pode, inclusive, usar de má índole e jogar sujo.
(Conheço chefe assim aqui em Sarandi)

Os seus colaboradores não podem dar um passo sem lhe comunicar, não sabe conviver com pessoas, ele é o absoluto, o maioral em vez de dedicar o seu tempo a missões importantes, como opções estratégicas ou busca de novas idéias, é um autêntico cão de guarda, que rosna ao mínimo gesto de rebeldia. Não percebe que os dias dos policiais e árbitros chegaram ao fim. Acha-se imprescindível e adora pensar que não pode tirar férias porque tudo desmoronará sem a sua brilhante coordenação. Gaba-se constantemente dos seus feitos de guerra. É fã daquela máxima: "Se quero trabalho bem feito, tenho eu de fazê-lo" Explicação? Não se sente confortável confiando nos colaboradores. E quando delega - raramente! - não deixa que os colaboradores façam o trabalho à maneira deles. Quer tudo à sua maneira.

O mau chefe adora encomendar relatórios, amontoar papéis, marcar reuniões formais e cumprir, dia após dia, a mesma e insuportável rotina. Ele cria a burocracia e exige que todos a cumpram à risca, embora nem sempre ele o faça. Tem como hábito adiar soluções.
Falar com ele é mais difícil do que ser recebido pelo Papa. É daqueles que gosta que marquem "audiências". Na maioria das vezes isso é sinônimo de perda de tempo e burocratização de processos simples. Já sentiu na pele aquela sensação desagradável de ter uma dúvida urgente hoje que só é esclarecida uma semana mais tarde?

O mal chefe ao invés de discutir com a equipe se é contrariado faz boicote com seus subordinados, negando materiais de suma importância para o desenvolvimento de trabalhos importantes,que vai prejudicar não ao subordinado mas a si mesmo.
(Burrice pura)

Quantos chefes conhecemos assim, não é mesmo, só acho que são uns otários.

Um comentário:

  1. Parabéns pelo Blog cada vez mais dinamico e eficaz. Te espero qualquer dia no Papo de Blogueiro! Pois vc ja esta no conceito de Bloguista!

    ResponderExcluir

;