sábado, 27 de fevereiro de 2010

O terremoto de magnitude 8,8 que sacudiu o Chile neste sábado

O terremoto, de cerca de um minuto de duração, com 8,8 graus de magnitude atingiu a região central do Chile ocorreu às 3h34 (horário local de verão, o mesmo de Brasília) e estremeceu prédios na capital, Santiago, a 325 km de distância. Várias regiões da cidade ficaram sem energia e muitos chilenos, com medo, saíram às ruas.


ALERTA DE TSUNAMI

O Centro de Advertência para Tsunamis do Pacífico dos Estados Unidos (NOAA) ampliou na manhã deste sábado o alerta de tsunami para diversos países da costa do Oceano Pacífico.
México, Nova Zelândia, Austrália, Rússia, Indonésia, Japão e Filipinas figuram entre os novos países sobre os quais pesa o alerta do NOAA.



NOVOS TREMORES

Dois terremotos de 6,2 e 5,4 graus na escala Richter foram registrados na madrugada deste sábado junto à costa central do Chile, após o primeiro abalo, de 8,8 graus, informou o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês). O local do epicentro dos dois abalos menores - réplicas do maior - foi praticamente idêntico ao do primeiro, que aconteceu às 3h34, no horário de Brasília, segundo informou o Escritório Nacional de Emergência (ONEMI, sigla em espanhol) do Chile.
A primeira réplica, de 6,2 graus, aconteceu às 6h52, enquanto a segunda foi registrada às 4h19, informou o USGS. As informações mais recentes apontam que a profundidade dos três tremores foi de 35 km, a 115 km de Concepción (segunda maior cidade do país) e a 325 quilômetros de Santiago.



MORADORES DE SÃO PAULO RELATAM TERREMOTO

A Defesa Civil de São Paulo e o Corpo de Bombeiros registraram vários chamados por causa de pequenos tremores em algumas regiões de São Paulo na madrugada deste sábado, logo após a ocorrência do terremoto de 8,8 graus na escala Richter no Chile. Segundo o coordenador da Defesa Civil, Jair Paca, as chamadas foram principalmente da região central.
O Corpo de Bombeiros chegou a enviar viaturas para verificar se havia danos no prédio do Cepol (Centro de Operações da Polícia Civil), na rua Brigadeiro Tobias, região central. O chamado ocorreu às 3h49 e o tremor foi sentido por pessoas que estavam no 7º andar do edifício.
Presidente declara estado de catástrofe
Pouco depois das 7 horas da manhã, a presidente Michele Bachelet declarou "estado de catástrofe", e o total de mortos, segundo as autoridades, já superava os 70.

5 HORAS DEPOIS, HAVAI SOFRE TSUNAMI

As primeiras ondas gigantes atingiram na tarde deste sábado o arquipélago do Havaí, após quinze horas do terremoto de 8,8 graus na escala Richter que atingiu o Chile e matou 214 pessoas até o momento.

O governo do Havaí informou que as ondas “não golpearam o Estado com a força que esperavam”, segundo informações da CNN. Não há informações sobre vítimas e feridos.
As primeiras ondas gigantes do tsunami atingiram as ilhas do Havaí às 18h15 (horário de Brasília), segundo o Centro de Emergência do Tsunami do Pacífico. A chegada do tsunami ocorreu cinco horas depois do alarme dado pelo governo de Honolulu, que pediu a retirada dos moradores.
Várias estradas da região que dão acesso às praias estão fechadas e os hotéis estão organizando a retirada dos hóspedes. O hotel Hilton Waikloua, na capital Honolulu, os turistas estão usando os próprios carros para transportar as pessoas que estão em local de perigo. Segundo a CNN, as praias mais movimentadas da ilha amanheceram vazias neste sábado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

;